O PROGRAMA MAIS MÉDICOS DO GOVERNO FEDERAL: um aporte pedagógico na saúde para a construção da cidadania

Keula Maria de Andrade Rodrigues

Resumo


O presente artigo trata da celeuma que a implementação da política pública – Programa Mais Médicos – do Governo Federal, causou quando do seu início. Partindo de um contexto histórico do SUS – Sistema Único de Saúde – se analisam a repercussão na mídia e sociedade, bem como entrevistas de representantes da classe médica, governamentais e da própria população, fazendo também um aporte pedagógico do programa como facilitador ao ingresso do médico brasileiro formado no exterior, no mercado de trabalho do país, mediante Exame Revalida.

Palavras-chave


Educação. Saúde. Programa Mais Médicos. Revalida. Política Pública

Texto completo:

PDF

Referências


PAIM, Jairnilson Silva. O que é o SUS. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2009.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

Sites:

Acesso em 12 nov.2014.

Acesso em 25 out.2014.

Acesso em 22 nov.14.

Acesso em 22 nov.14.

Acesso em 22 nov.14.

Acesso em 22 nov.14.

Acesso em 24 nov.14.

Acesso em 24 nov.14.

. Acesso em 30 set. 2015




DOI: http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v9i4.1743



Direitos autorais 2015 Tempus Actas de Saúde Coletiva

Revista Tempus - Actas de Saúde Coletiva (ISSN 1982-8829).
Revista coordenada pela Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde (UTICS) do Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) da Universidade de Brasília (UnB).
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
____________________________________

____________________________________