Programa Saúde na Escola: saberes e diálogos na promoção da educação sexual de adolescentes

Marli Salvador, Eliete Maria Silva

Resumo


A educação sexual é um tema transversal no contexto da política de educação básica brasileira, que guarda interface com a política de promoção da saúde. Objetivos: Compreender como os profissionais da educação e da saúde desenvolvem a prática educativa para a promoção da educação sexual de adolescentes na perspectiva do Programa Saúde na Escola; analisar a distribuição das escolas municipais de Ensino Fundamental II conforme a área de abrangência das Unidades Básicas de saúde com a Estratégia de Saúde da Família; investigar a implantação do Programa Saúde na Escola no município de Juiz de Fora; conhecer o diálogo existente entre as Escolas de Ensino Fundamental II e as Unidades Básicas de Saúde no desenvolvimento das práticas educativas. Metodologia: pesquisa qualitativa, por meio de dados secundários e entrevistas semiestruturadas com os gestores municipais da saúde e da educação, enfermeiros e professores. Os dados foram analisados conforme o método de análise de conteúdo. Resultados: o Programa de Saúde na Escola encontra-se em fase inicial de implantação no município e com isso as práticas educativas de enfermeiros e professores com os adolescentes ocorrem de modo assistemático e em momentos pontuais. Considerações Finais: os resultados contribuem para ampliar as discussões sobre a integração entre os profissionais da saúde e da educação na abordagem à sexualidade dos adolescentes e subsidia a criação de fóruns sobre a educação sexual entre os atores envolvidos para possam pensar, discutir e incrementar a abordagem deste tema no contexto educacional e de saúde do município.

Texto completo:

PDF

Referências


- Brasil, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares

nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: MEC/SEF; 1997.

- Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: Orientação

Sexual. Brasília: MEC/SEF, 1998.

- Brasil, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares

nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF;2001.

- Palma YA, Piason AS, Manso AG, Strey MN. Parâmetros curriculares nacionais:umestudosobreorientaçãosexual,gêneroeescolano

Brasil. Temas psicol. 2015 set;23(3):727-38.

- Seffner F. Sigam-me os bons: apuros e aflições nos enfrentamentos

ao regime da heteronormatividade no espaço escolar. Educ. Pesqui. 2013 mar;39(1):145-59.

- Costa AB. Preconceito contra orientações não heterossexuais no

Brasil: critérios para avaliação [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul;2012.

- Louro GL. Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro-

Posições. 2008 ago;19(2):17-23.

- Alós AP. Gênero, epistemologia e performatividade: estratégias

pedagógicas de subversão. Rev. Estud. Fem. 2011 ago;19(2):421-49.

- Ronzani TM, Silveira PS (Orgs.). Prevenção ao uso do álcool e outras

drogas no contexto escolar. Juiz de Fora: Ed. UFJF; 2014.

- 10 World Health Organization. Declaração Universal dos Direitos

Humanos. Geneva: WHO; 1948.

- Cavalcanti PB, Lucena CMF; Lucena PLC. Programa Saúde na Escola:interpretaçõessobreaçõesdeeducaçãoesaúdenoBrasil.

Textos Contextos. 2015 dez;14(2):387-402.

- SilvaJr JA. Sexualidade eeducação: um diálogonecessário. RLE.

dez;1(2):218-38.

- Palma YA, Strey MN. Orientação sexual e sexualidade nos parâmetros curriculares nacionais: e a escola com isso? Seminário Internacional Fazendo Gênero 10 [Anais Eletrônicos]. 2013 Set 16-20. Florianópolis, Santa Catarina [acessado em 2016 maio 16]. Disponível em: http://www.fazendogenero.ufsc.br/10/resources/anais/20/1387452438_

ARQUIVO_YaskaraArrialPalma.pdf

- Freire P. Pedagogia do Oprimido. 46a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra;

- Gomes LC. O desafio da intersetorialidade: a experiência do Programa

Saúde na Escola (PSE) em Manguinhos, no Município do Rio de Janeiro [dissertação]. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2007.

- Brasil. Decreto n. 6.286, de 5 de dezembro de 2007. Institui o Programa Saúde na Escola – PSE, e dá outras providências. Diário Oficial da União: República Federativa do Brasil. 2007 Dez 5 Seção 1:

-3 (col. 2).

-

- Tusset D. Competências em promoção da saúde no programa saúde na escola no Distrito Federal [dissertação]. Brasília: Universidade de Brasília; 2012.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censos Demográficos. Sinopse do Censo Demográfico 2010 [Internet]. [Acessado 2016 abr. 2]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/tabelas_

pdf/Distrito_ederal.pdf

- Brasil. Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial da União: República Federativa do Brasil; 1990 jul. 16: Seção1:13563-

(col. 2).

- Gonçalves RC, Faleiro JH, Malafaia G, (2013). Educação sexual no

contexto familiar e escolar: impasses e desafios. Holos, ano 29, vol.5.




DOI: http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v10i4.2522



Direitos autorais 2018 Tempus Actas de Saúde Coletiva

Revista Tempus - Actas de Saúde Coletiva (ISSN 1982-8829).
Revista coordenada pela Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde (UTICS) do Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) da Universidade de Brasília (UnB).
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
____________________________________

____________________________________