Desafios para a integração multiprofissional e interdisciplinar

Francine Lima Lima Gelbcke, Eliane Matos Matos, Nádia Chiodelli Sallum

Resumo


Reflexão acerca dos desafios para a integração multiprofissional e interdisciplinar, considerando-se que o modelo de formação ainda existente na área da saúde está pautado em disciplinas fragmentadas. Aponta a importância de se ultrapassar o modelo atual, visando um trabalho efetivamente multiprofissional e interdisciplinar, que atenda às necessidades da população, os novos modelos de atenção em saúde e a própria política de humanização da assistência, a integralidade da assistência. Este modelo não deve ser visto apenas como uma inovação, uma nova tecnologia de cuidado, mas como forma de construir um novo profissional, crítico, criativo e aberto para o novo. Para tanto aponta a formação como um caminho para a integração multiprofissional e interdisciplinar.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais

Revista Tempus - Actas de Saúde Coletiva (ISSN 1982-8829).
Revista coordenada pela Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde (UTICS) do Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) da Universidade de Brasília (UnB).
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
____________________________________

____________________________________