DA ÉTICA PRINCIPIALISTA PARA A BIOÉTICA DE INTERVENÇÃO: SUA UTILIZAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE

Ana Flávia Viana Campello de Melo Bandeira Coelho, Anelise Krause Guimarães Costa, Maria da Glória Lima

Resumo


A Bioética da Intervenção preocupa-se em discutir os conflitos éticos e problemas persistentes, com uma visão holística para além dos conceitos da bioética principialista. Este artigo tem por objetivo fornecer conteúdo bioético básico para os profissionais da área de saúde, por meio da exposição dos conceitos do principialismo e da bioética de intervenção com enfoque nas necessidades contemporâneas. Para tal, foi realizada uma revisão bibliográfica com base em leituras textuais sobre a bioética principialista e de intervenção. O conhecimento do avanço da bioética em suas concepções teóricas pode ajudar os profissionais de saúde na tomada de decisão frente aos conflitos bioéticos que ultrapassam os conceitos da bioética principialista, ainda hegemônica no campo da saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v7i4.1432



Direitos autorais

Revista Tempus - Actas de Saúde Coletiva (ISSN 1982-8829).
Revista coordenada pela Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde (UTICS) do Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) da Universidade de Brasília (UnB).
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
____________________________________

____________________________________