Dificuldades e estratégias de estudantes de pós-graduação da área de ciências da saúde para escrever e publicar em inglês – um estudo qualitativo descritivo.

Alexandre Cunha Cunha, Alessandro Oliveira Santos, Álvaro Machado Dias, Beny Lafer Lafer, Geraldo F. Busatto

Resumo


Estudo qualitativo descritivo que descreve dificuldades e estratégias de estudantes de um programa de pós-graduação em medicina para escrever e publicar artigos, derivados de seus trabalhos de mestrado e doutorado, em periódicos indexados pelo JCR-ISI Web ofKnowledge; com base na análise de conteúdo de respostas a um questionário aplicado com 43 estudantes. As dificuldades destacadas foram a falta de treino na escrita em língua inglesa, a compreensão e cumprimento de normas dos periódicos e a tradução de termos científicos. As estratégias utilizadas são a leitura de artigos em inglês, a redação do artigo desde o início em língua inglesa e a organização de uma estrutura básica do texto. Além disso, os estudantes tem recebido ajuda de revisores, nacionais e estrangeiros, como orientadores, coorientadores e revisores profissionais em língua inglesa, configurando uma rede de apoio de suporte a essa atividade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v8i3.1569



Direitos autorais

Revista Tempus - Actas de Saúde Coletiva (ISSN 1982-8829).
Revista coordenada pela Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde (UTICS) do Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) da Universidade de Brasília (UnB).
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
____________________________________

____________________________________