O residente multiprofissional na construção da planificação da Atenção Primária à saúde: Relato de experiência.

Thamiris de Christo Dorneles, Isabel Cristine Oliveira, Teresinha Heck Weiller, Maria Luiza Silveira, Gabriela Castro Kuinchtner

Resumo


Objetivo: Este estudo objetiva explanar sobre as ações realizadas na construção da planificação da Atenção Primária à Saúde (APS) realizada em municípios de abrangência da região centro de Estado de Rio Grande do Sul, sob a percepção dos residentes multiprofissionais. Metodologia: Caracteriza-se por relato descritivo sobre a planificação e a inserção do residente multiprofissional em saúde no processo de seu desenvolvimento. Resultados: A planificação propõe uma metodologia de oficinas de qualificação com o objetivo de fortalecer a APS e conformar as Redes de Atenção, a qual envolveu dezessete municípios, cerca de 1.200 profissionais, 120 facilitadores e cerca de 69 equipes da atenção básica. Conclusão: A planificação possibilitou a mobilização das equipes para que os processos de trabalho sejam qualificados, sendo o residente multiprofissional de suma importância, colaborando com as discussões e a organização das oficinas.

Palavras-chave


Planejamento; Atenção Primária à Saúde (APS); Sistema Único de Saúde (SUS)

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v11i1.2329



Direitos autorais 2017 Tempus Actas de Saúde Coletiva

Revista Tempus - Actas de Saúde Coletiva (ISSN 1982-8829).
Revista coordenada pela Unidade de Tecnologias da Informação e Comunicação em Saúde (UTICS) do Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) da Universidade de Brasília (UnB).
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
____________________________________

____________________________________