Projeto Vidas Paralelas Indígena: revelando o povo guarani do Espírito Santo, Brasil

Autores

  • Vilma Benedito de Oliveira
  • Maria da Graça Luderitz Hoefel
  • Edgar Merchán Hamann
  • Denise Osório Severo
  • Silvéria Maria dos Santos
  • Maria Gorete Gonçalves Selau

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v6i1.1093

Resumo

Este relato de experiência se refere ao povo Guarani da aldeia Boa Esperança (Tekoa Porã), localizada no município de Aracruz (Estado de Espírito Santo). O mencionado povo, pertencente ao grupo Mbya, migrou desde a década de 1940, partindo do Rio Grande do Sul até a sua localização atual. Enfatiza-se a relação de conflito com a multinacional Aracruz Celulose e a regularização das terras dos povos Guarani e Tupinikim. No que se refere à cultura, 1 Estudante de Enfermagem. Faculdade de Ciências da Saúde (FS) – Universidade de Brasília (UnB); 2 Doutora em Sociologia. Professora do Departamento de Saúde Coletiva (FS/UnB), Coordenadora do Projeto Vidas Paralelas Indígena (PVPi); 3 Doutor em Saúde Pública. Professor do Departamento de Saúde Coletiva (FS/UnB), tutor do PVPi; 4 Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da UnB; Pesquisadora Associada do Núcleo de Estudos em Saúde Pública / NESP, tutora do PVPi; 5 Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem (FS/UnB), tutora do PVPi; 6 Médica. Servidora do Governo do Distrito Federal, tutora do PVPi. detaca-se a espiritualidade e o uso de um local sagrado não havendo, contudo, um pajé que atenda outras necesidades espirituais. No que tange à atenção à saúde da população, a mesma precisa de ampliação de cobertura e de melhor infraestrutura. Destaca-se a necessidade de formação de um número maior de estudantes indígenas em universidades.

Publicado

2012-03-30

Como Citar

Oliveira, V. B. de, Hoefel, M. da G. L., Hamann, E. M., Severo, D. O., Santos, S. M. dos, & Selau, M. G. G. (2012). Projeto Vidas Paralelas Indígena: revelando o povo guarani do Espírito Santo, Brasil. Tempus – Actas De Saúde Coletiva, 6(1), pag. 49-55. https://doi.org/10.18569/tempus.v6i1.1093

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>